quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Iº Encontro de Pontos de Cultura e Telecentros da Região Norte



O evento aconteceu dia 17de dezembro no Auditório do CCH na UENF de 9h às 16h, com a participação da Secretaria do Estado  de Cultura do Rio de Janeiro, representantes dos conselhos gestores locais dos Telecentros, bolsistas/monitores dos Telecentros, representantes dos Pontos de Cultura da Região Norte Fluminense e coordenadores da Inclusão Digital da ITEP/UENF.





terça-feira, 20 de dezembro de 2011

O Natal está chegando e não poderia faltar o amigo secreto!!!

Nossa coordenadora, Nilza Franco, tirou Larissa.

Larissa tirou Jailse, uma pessoa muito importante na Rede de Economia Solidária.

Day me tirou.. e eu, Talita, tirei Auci, que está se recuperando muito bem em casa de uma cirurgia.

Elton tirou Liliane.

Liliane tirou Gabi.

Gabi tirou Lívia.

Olha a felicidade dele, gente.

Elton nem gostou do presente!!! 

Tem gente se divertindo ai?

Diogo Beiral, nosso administrativo, tirou nada menos que...nossa coordenadora.

Esta é a Árvore de Natal que ganhei, feita por uma das integrantes da equipe ITEP/UENF, a tão conhecida pela  Rede de Economia Solidária, Dayana Sales.

ITEP/UENF comemora mais um ano de ótimos trabalhos!





quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Dia Nacional da Economia Solidária


Informações retiradas do site http://www.fbes.org.br/


O ativista ambiental Chico Mendes nasceu no dia 15 de dezembro de 1944.
A data, que remete ao sí­mbolo de resistência e de luta pelo desenvolvimento sustentável com responsabilidade social e ambiental, foi escolhida para comemorar o Dia Nacional da Economia Solidária.


Espalhados em todas as regiões brasileiras, milhares de produtores - nos mais variados ramos - se fortalecem organizados nesse modelo econômico.


Dados do Atlas da Economia Solidária, desenvolvido pelo Fórum Brasileiro de Economia Solidária e pelo Secretaria Nacional de Economia Solidária, indicam que existem no Brasil cerca de 15 mil empreendimentos. 


Leia mais
http://www.fbes.org.br/


VIVA O FÓRUM LOCAL DE ECONOMIA SOLIDÁRIA DE CAMPOS DOS GOYTACAZES !!!


terça-feira, 13 de dezembro de 2011

II Festival de Economia Solidária - foi muito bom!

Os grupos participantes do Fórum Local de Economia Solidária estarão a partir de hoje, terça-feira no P5 na UENF participando do Circuito Goitacá de Economia Solidária de Natal!!!

terças e quintas de 9h às 16h.
vai até dia 23 de dezembro.









quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Programação II Festival de Economia Solidária

Dias 8 9,10 de dezembro, das 14 ás 22 horas.
Local: Fundação  Cultural Oswaldo Lima

Atividades Permanentes: Comercialização de produtos da Economia Solidária (artesanato e alimentação), Apresentação do Projeto Comidas Afro-Brasileiras representado pelos Quilombos do Imbé (Cozinhas Quilombé), apresentações artísticas, exposições de artes plásticas, fotográfica e arte egípcia (cerâmica).
Parceiros: Fórum Local de Economia Solidária, Fundação Cultural Oswaldo Lima, Secretaria de Família e Assistência Social e Fundação Zumbi dos Palmares (Prefeitura de Campos) e Incubadora Tecnológica de Empreendimentos Populares (ITEP/UENF).

8/12 - Quinta
14h/22h – Abertura a visitação ao público no espaço de comercialização e exposições artísticas
·        Exposição de Artes Plásticas de Tetê Rego
·        Exposição Fotográfica Projeto Jovens Talentos
·        Exposição Arte Egípcia
15 – Solenidade de Formatura dos Cursos de Inclusão Produtiva dos CRAS /SMFAS.
15:30 – Desfile de Modas/CRAS/SMFAS
16:00 - Street Dance/PROJOVEM/SMFAS       
16:50  - Esquete Teatral/PROJOVEM/SMFAS      
17:00  - Estrela do Amanhã/ Ginástica Acrobática (Prof. Dorinha Viana)
18:00 - Estrela do Amanhã/ Ginástica Acrobática
18:30h- Abertura oficial do Festival (Cerimonial)
19h – Cozinhas Quilombé – Prato do Dia: Feijoada Afro-Brasileira (+ arroz, couve, farofa e laranja)
19:00 - Saltimbanco/Teatro/Auditório      
20:00  - Lançamento de Livro: Fina Flor/André Santana
20:30  Voz e Violão/ PROJOVEM/SMFAS (Daniel)     
22h - Encerramento


09/12 - Sexta
14h/22h – Abertura a visitação ao público no espaço de comercialização e exposições artísticas
·        Exposição de Artes Plásticas de Tetê Rego
·        Exposição Fotográfica  Projeto Jovens Talentos
·        Exposição Arte Egípcia

14h/16h – Cine Zumbi
15:00 - Coral/PROJOVEM
15:30 - Coral Doce Canto/Clube da Terceira Idade /Regente:Renata Henriques
16:00- Reapresentação/Lançamento do Livro: Fina Flor/André Santana
16:00 - Street Dance/PROJOVEM
16:50  - Esquete Teatral/PROJOVEM
17:00  -  A Terra dos Meninos Pelados/Musical/Auditório
17:30 - Estrela do Amanhã/Ginástica Artística
17:40 - Axé/PROJOVEM
18:30 - Estrela do Amanhã/Ginástica Artística
18:30/19:30   Nem Patinho, Nem Feio/Teatro/Auditório           
19h – Cozinhas Quilombé – Prato do Dia: Arrumadinho de Carne Seca (+ arroz branco)
19:30 – Camila Queirós e Caio/Voz e Violão (UENF) 
20:00 – Grupo Bondysamba (Grupo Campista)
20:30  Voz e Violão/ PROJOVEM – (Alex Homero)      
22h - Encerramento

10/12 – Sábado
14h/22h  –  Abertura a visitação ao público no espaço de comercialização e exposições artísticas
·        Exposição de Artes Plásticas de Tetê Rego
·        Exposição Fotográfica Projeto Jovens Talentos
·        Exposição Arte Egípcia

14h/16h – Cine Zumbi

16:00 – Squet/Teatro Oprimido /LESCE/CCH/UENF
17:00 - Estrela do Amanhã/Ginástica Artística
18:00 - Estrela do Amanhã/Ginástica Artística
18:00/19:00 -            Grupo Gotta (E. M.Sebastiana Machado Silva)-  Interagindo com o público.  “Contação de história e Poesia”
19h – Cozinhas Quilombé – Prato do Dia: Moqueca de Fato (+ arroz branco
19:30 - Desfile de Moda Conceitual/Grupos de Economia Solidária /UCAM          
22h - Encerramento

No II Festival de Economia Solidária

André Santana é poeta, ator, diretor e ministro de Oficinas de Teatro, inclusive pelo MEC. Atua no universo das letras desde sua adolescência, onde sofreu grandes influências da MPB, do Rock nos anos 80 e de consagrados autores de nossa literatura. Participou das Coletâneas Geração 90, fruto do I e II Festivais de Poesias Grandes Poetas do Brasil, que nessa época venceu.
E não parou por aí, pois depois venceu outros Festivais, entre 1998 a 2006.
Cantou com diversos nomes do hip hop. Mais tarde alguns desses tiveram seu reconhecimento. Hoje, quando vai aos shows dos amigos MC’s sobe ao palco e dá uma canja. Na poesia performática ele vem encantando diversas plateias, com seu jeito de escrever e interpretar, que para muitos é único. Inclusive para imprensa, que notifica sempre suas manifestações artísticas.
Atualmente vem conquistando os leitores com seu livro de poesias “Fina Flor”, já na 3ª edição, pela Porciúncula. Atualmente é o livro de poesias mais comentado no eixo Rio-Niterói-São Gonçalo. O livro pode ser adquirido em bancas de jornais dessas três cidades, distribuído pela LMC. Lançamentos em livrarias e outros espaços culturais também vem sendo realizados pelo autor. Entre eles Livaria Icaraí, Museu de arte Contemporânea, Pelada Poética, Poeta Saia da Gaveta e Um Brinde à Poesia são alguns.
 Além de ter atuado em diversos espetáculos destacamos “Poemas & Canções – líteromusical”, há quatro anos em cartaz, que muito encantou os campistas sua apresentação no encerramento do Festival de Poesia Falada, em 2009. Esse espetáculo foi o que mais levou público ao Teatro SESC - São Gonçalo, até os dias de hoje. Recentemente recebeu uma Moção de Honra pelos trabalhos realizados juntos às comunidades de Niterói, da produtora Hana Ramalho, na Câmara Municipal de Vereadores, concedida por um vereador do município.
E, como não consegue ficar sem inventar, Santana realizou o lançamento de seu livro “Fina Flor” nas areias da Praia de Icaraí, em Niterói, onde a tampa da caixa de isopor do barraqueiro serviu como mesa para autografar a obra para os banhistas, numa manhã ensolarada. Esse feito inusitado chamou a atenção de um dos sites de poesias que cada vez mais vem ganhando o país, o “Poeme-se”, com matéria intitulada “O Poeta que Dá Nó em Pingo D’água”. Vale a pena conferir: www.poeme-se.com.br.
         Nas ruas agitadas da boemia carioca e fluminense é fácil vê-lo vendendo os exemplares de seu livro. Como aconteceu em 05 de Novembro, Dia Nacional da Cultura, no evento “Folia Rio Antigo”, na Rua do Lavradio, na Lapa.
André comandou uma roda de poesias, que atraiu até crianças pra recitar no palco improvisado.
Mesmo sem patrocínio, ele não esmorece. Pelo contrário, só lhe dá forças para percorrer com sua poesia e suas performances em diversas cidades de nosso estado, e, agora expandindo-se para outros estados, como recentemente realizou seu lançamento no Beco dos Poetas, no Jabaquara, em São Paulo. Foi sucesso sua passagem na Terra da Garoa.
Em nome da poesia André enfrenta qualquer tipo de barreira. É realmente um poeta sem fronteiras!
E quem quiser conhecer de perto o tarbalho desse campista erradicado em Niterói desde muito pequeno é só comparecer na Feira da Economia Solidária de Campos dos Goytacazes, nos dias 08,09 e10 de Dezembro, no Palácio da Cultura, Praça da República, na Rua Pelinca, s/nº.

R$ 9,99 (cada exemplar)

Contatos do autor: andresantana74@yahoo.com.br (Facebook). Ou no YOU TUBE: Poemas e Canções de André Santana, Foguetinho Cultural (FACHA),                       
Sinceridade – curta metragem,  www.poeme-se.com.br. 


Síntese Curricular

TEATRO

Na Magia do Folclore, de Câmara  Cascudo - 2005
Terra – Um Tratado Poético Sobre o Sistema Solar - 2004
Moleque Velho, Poesia, Música & Teatro,  textos de autores consagrados - 2004
Dom Quixote, de Miguel de Cervantes - 2005
Os Sete Gatinhos, de Nelson Rodrigues – 2005
Poemas & Performances, de André Santana - 2005
O Circo da Alegria, de Érica Lopes - 2007
No Carretel da Memória, de Luiz Antônio Pimentel – 2005
Performances  Poéticas, de André Santana - 2006
Blitz, Documentos...!,  adaptação do Conjunto Blitz – 1984
Poemas & Canções –  lítero-musical, de André Santana – EM CARTAZ
Encontro com Mário  Quintana, de Mário Quintana - 2006
Sangue Bom -  longametragemde Miguel Nader
Sinceridade - curtametragem, de Wagner Novais - 2006

FESTIVAIS DE POESIAS

I PRÊMIO GRANDES POETAS DO BRASIL - 1998
Troféus: Ana Cristina César (Melhor Intérprete) e Torquato Neto (Melhor Poesia)

II PRÊMIO GRANDES POETAS DO BRASIL – 1999
Troféu Carlos Drummond de Andrade  (Melhor Poesia)

FESTIVAL DE POPESIAS DO MUNICÍPIO DO RIO – 2000
Diploma entre as (30 Melhores)

FESTIVAL CARIOCA DE POESIAS - 2004
Diplomas de (Melhor Crítica Social e 11º Lugar Geral)

X FESTIVAL DA FAMATH – 2005
Diploma de (Moção Honrosa)

 André Santana
DRT: 40.174 SATED / RJ

 "Meu livro de poesias está sendo na atualidade um dos mais comentados e adquiridos pelos amantes da arte da palavra nos eixos Rio-Niterói-São Gonçalo, onde encontra-se à venda em quase 100 bancas de revistas, com críticas bem positivas, inclusive de artistas como Altay Veloso, Antonio Cícero, Black Alien, Fábio Gomes, Lucília Dowsley (Um Brinde à Poesia, Eduardo Tornaghi (Pelada Poética), Jorge Loreti e Wanderlino Leite Neto (presidente e vice da Academia Niteroiense de Letras), Gino Fonseca (Diretor do SESC NIT), e de várias outras pessoas importantes da cultura carioca e fluminense", diz André Santana.



         

II Festival de Economia Solidária


Começa nesta quinta, 08/12, e se estende até sábado, 10, no Palácio da Cultura, em Campos, das 14h às 22h, o II Festival de Economia Solidária. 
O evento é organizado pela Incubadora Tecnológica de Empreendimentos Populares (ITEP), da PROEX/UENF, Fórum de Economia Solidária de Campos dos Goytacazes, Secretaria Municipal de Família e Assistência Social, Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima e Fundação Zumbi dos Palmares.


O Festival contempla Comercialização (Rede de Economia Solidária com 25 grupos autogestionários ligados ao Fórum Local de Economia Solidária), Cozinhas Quilombé (inserção dos Quilombos do Imbé), Atividades Culturais (dança, canto, teatro, cinema, outros) e Exposição dos trabalhos da Fundação Cultural Oswaldo Lima “Arte Ofício”. Veja a programação.
Danças acrobáticas - Uma das atrações do cardápio de apresentações culturais é o grupo de danças acrobáticas ‘Estrela do Amanhã’, que vai se apresentar nos três dias do Festival. O ‘Estrela do Amanhã’ existe desde 1998 e surgiu de um projeto socioeducativo do Colégio Nossa Senhora do Auxiliadora (Censa). Hoje leva suas apresentações para fora da cidade de Campos é já é conhecido em todo o Brasil. O grupo já participou da abertura dos Jogos Panamericanos em 2007, no Rio de Janeiro, e representou o Brasil duas vezes no Gymnaestrada Mundial, o festival mais importante da Ginástica Geral.  O grupo esteve em Portugal no ano 2003 e na Áustria em 2007.


Composto por 30 integrantes, o ‘Estrela do Amanhã’ apresenta trabalhos desenvolvidos de danças acrobáticas e artes circenses. Durante o Festival, cinco integrantes farão números aéreos, números com trapézio, lira, bambu chinês e alguns malabares.


- Acho muito interessante a proposta de divulgar um evento como este. Precisamos desenvolver esse tipo de trabalho em Campos. A economia solidária é um movimento muito bacana e merece ser divulgado – diz a coreógrafa e diretora do grupo, Dorinha Viana.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Grupo Bons de Samba se apresenta no II Festival de Economia Solidária

Dia 09 de dezembro
sexta-feira
às 21h
na Fundação Cultural - Pelinca

venha saborear um prato típico afro-brasileiro e samba!

O que fazer com sua sucata????


Sabe aquele material que você costuma descartar no lixo? Pois bem, com criatividade, é possível transformá-lo em brinquedo. Garrafas PET, papelão, palito de churrasco, cuba de ovos, latas, vidros, rolhas de cortiça, entre outros são algumas das sucatas que estão sendo utilizadas para a confecção de brinquedos. A intenção é mostrar que a reciclagem pode contribuir para a preservação do meio ambiente e também para a formação de uma consciência ecológica nas crianças das escolas da rede de ensino infantil e fundamental. Essa é a proposta do Projeto de Extensão do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação, Infância e Filosofia (GEPEIF), do Campus da Universidade Federal do Pará em Abaetetuba.


Recurso didático - O trabalho atinge alunos de escolas de Abaetetuba, Barcarena e da Escola de Aplicação, em Belém. Os professores são capacitados, por meio de oficinas, para usar brinquedo reciclado como recurso didático em sala de aula. O próximo encontro será no dia 2 de dezembro, na Casa do Professor de Barcarena, onde devem participar 60 professores.


Intitulado “Reciclando para preservar e educar: transformando sucatas em brinquedos para educação das crianças das Escolas de Educação Infantil e Ensino Fundamental”, o Projeto tem o apoio da Pró-Reitoria de Extensão da UFPA (Proex) e está em sua terceira etapa, sob a coordenação do professor doutor Waldir Ferreira de Abreu. A primeira etapa foi de preparação dos estudantes de Pedagogia que integram o GEPEIF para atuarem como multiplicadores.




Capacitando as crianças - A segunda etapa envolveu professores da rede de ensino e alunos de licenciatura do Campus de Abaetetuba. Eles participaram das oficinas ministradas pelo Grupo de Pesquisa. A terceira e última fase do Projeto corresponde à capacitação das crianças, sendo, desta vez, os professores os responsáveis pelas oficinas. “Nossa meta era atingir 100 professores, 150 alunos de Pedagogia, Letras e Matemática, e 300 crianças. Já estamos na metade do Projeto e atingimos 90 professores, 80 alunos e 60 crianças. Acredito que, até o final, em junho do ano que vem, vamos ultrapassar a nossa meta”, comemora o professor Waldir Ferreira de Abreu.


Práticas pedagógicas - A estudante do curso de Pedagogia Jéssica Maia de Souza participou das oficinas como multiplicadora e destaca a experiência, por meio do Projeto, de trabalhar o ensino-aprendizagem dessas crianças. “Mostramos, de forma lúdica, como podemos transformar esses objetos que seriam descartados e ainda incentivamos essas crianças a desenvolverem uma consciência ecológica. Participar dessa iniciativa foi, sem dúvida, uma experiência enriquecedora”, afirmou.


Texto: Ericka Pinto – Assessoria de Comunicação da UFPA

domingo, 4 de dezembro de 2011

Estudante da UENF presente no II Festival de Economia Solidária

Dupla vencedora do Festival de Música da UENF,
Camila Queiroz e Caio - voz e violão,
se apresenta no dia 09 de dezembro no II Festival de Economia Solidária.

Coral Doce Canto no II Festival de Economia Solidária

Clube da Terceira Idade de Campos dos Goytacazes fará apresentação de Natal na Fundação Cultural - Pelinca, no dia 09 de dezembro às 16h.
São cerca de 40 coralistas.
Regência de Renata Henriques e coordenação de Edvaldo Vieira.

Uma bela apresentação que com certeza emocionará a todos no II Festival de Economia Solidária que acontecerá de 8 a 10 de dezembro de 14h ás 22h.

te encontro lá!

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

II Festival de Economia Solidária

Danças Acrobáticas Estrela do Amanhã
todos os dias no II Festival de Economia Solidária
na Fundação Cultural.


Desde 1998 o grupo se apresenta em várias cidades brasileira. Participa de festivais.
Dançou na abertura dos Jogos Panamericanos de 2007, no Rio de Janeiro.
Foi duas vezes selecionado a representar o Brasil : em Portugal (2004 ) e na Áustria em 2007.

Técnicas Circenses: Carlos Farfan
Coreografias: Profª. Dorinha Viana
Direção: Profª. Dorinha Vianna

SAUDAÇÕES ACROBÁTICAS!
Dorinha VIanna.
(22)8818-4856

II Festival de Economia Solidária


Tetê Rego estará presente no II Festival de Economia Solidária com sua bela exposição de artes plásticas.

   Therezinha Marlene do Rego,nasceu em Campos dos Goytacazes-RJ,em 08 de fevereiro de 1937.


         Autodidata,retrata em suas obras um pouco de sua infância onde conviveu com as diferenças
sociais e aprendeu as melhores e maiores lições que a vida nos pode dar.
         Mulher vivida e experiente,Tetê sabe o que quer e retrata bem em suas telas a realidade da vida de uma forma suave e encantadora.
         Colocando sua alma no que faz Tetê ,ao seu jeito e com o passar dos anos,conseguiu aprimorar seus trabalhos que começaram a ganhar admiradores no Rio, São Paulo,
Campos dos Goytacazes e no exterior.Com a segurança e a capacidade de uma artista nata,ela desalinha em preto e branco,acrílico-óleo ,sua cores de denúcias,inconformidade
e sua intimidade com o sofrimento,tentando mostrar através da pintura,a vida e a dor de seus semelhantes.É como se quisesse gritar pedindo socorro para essa gente tão sofrida.
         Tetê Rego afirma que a arte de pintar ocupa espaço mais importante na sua vida,refletindo sentimento,expressão,vida,sobrvivência.  
         Tetê revela ainda que,sendo autodidata,não recebeu influência de outros artistas,mas que gosta de Di Cavalcanti e se aproxima de Van Gogh,talvez devido a sua vida.Isto porque foi após uma crise existencial,que através da pintura,Tetê voltou a encontrar a luz.
         Hoje é possível encontra-la sentada displicentemente como uma criança no chão da varanda do apartamento,brincando com velhos picéis e novas fantasias,desnudando
as cores da miséria e da fome com seu jeito íntimo de sentir,de abraçar o mundo e de provar que ViVer é questão de estilo e perseverança e que a vida é mais,muito mais.!!!

       Coletiva : Clube dos Médicos - Niterói
       Coletiva : Salão do Banco Itaú - Campos dos Goytacazes
       Mostra  :  Encontro pela Paz - Palácio da Cultura  Campos dos Goytacazes.
       Coletiva :  Gravuras e Desenhos na Galeria Picasso  Campos dos Goytacazes.
       Mostra Visual de Poesia Brasileira - Palácio da Cultura
       Projeto Arte na Rua
       Leilão de Paredes na Galeria Picasso
       Coletiva AABB  Tijuca RJ.
       Salão da Comissão Nacional de Energia Nuclear ( CNEN)

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

ITEP/UENF em campo.



Participantes da reunião comunitária em Rio Preto no sábado, 19/11/11, cuja finalidade foi apresentar à comunidade o projeto TELECENTROS.BR mais detalhadamente, refletir sobre as possibilidades de melhoria que o telecentro comunitário pode trazer - principalmente se atando em conjunto com outros projetos comunitários - e sobre a importância da participação da comunidade na gestão deste telecentro.


Equipe Telecentros - ITEP/UENF

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Não perca!!!

Venha participar do II Festival de Economia Solidária !

O II Festival de Economia Solidária é um espaço de arte e cultura onde haverá comercialização de produtos dos grupos vinculados ao Fórum Local de Economia Solidária de Campos dos Goytacazes, dos Centros de Referência e Assistências Social e do projeto Arte Ofício, além de comidas afro-brasileiras feitas por grupos ligados aos quilombos do Imbé (Cozinha Quilombé).
O evento acontecerá nos dias 08, 09 e 10 de dezembro de 2011, das 14h às 22h na Fundação Cultural - Pelinca.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

O que se entende por Economia Solidária?

"Economia solidária é uma forma de produção, consumo e distribuição de
riqueza (economia) centrada na valorização do ser humano e não do capital.
Tem base associativista e cooperativista, e é voltada para a produção,
consumo e comercialização de bens e serviços de modo autogerido, tendo como
finalidade a reprodução ampliada da vida. Preconiza o entendimento do
trabalho como um meio de libertação humana dentro de um processo de
democratização econômica, criando uma alternativa à dimensão alienante e
assalariada das relações do trabalho capitalista.O que se entende por Economia Solidárisa"

Assim é definida a terminologia no
WIKIPEDIA<http://pt.wikipedia.org/wiki/Economia_solid%C3%A1ria>.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

CONVOCAÇÃO DO FÓRUM ELEITORAL DO CMMAU

Repassando...

O Presidente do Conselho Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo, no uso de suas atribuições legais e regimentais, torna pública a realização do Fórum Eleitoral do CMMAU para o Triênio 2011-2014, que ocorrerá no dia 22 de novembro, das 16 às 21horas, no auditório do P-5 da Universidade Estadual do Norte Fluminense – Darcy Ribeiro. Para participarem do Fórum, as entidades da sociedade civil e os órgãos públicos federais e estaduais, com representação e atuação na área de meio ambiente e urbanismo do município de Campos dos Goytacazes, devem realizar as inscrições no local do Fórum, das 16 às 19 horas, ou na Secretaria de Meio Ambiente, até as 16 h do dia 22, apresentando os seguintes documentos: 1.cópia do Estatuto e Regimento Interno da instituição; 2. Ata da reunião ou assembléia, que deu posse à atual diretoria; 3. Ata da última reunião ordinária, ou última reunião de conselho deliberativo da instituição; 4.carta de indicação de um representante titular e dois suplentes.

Carlos Frederico da Silva Paes
Presidente do Conselho Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

NATAL SOLIDÁRIO DA CASA LAR PASTOS VERDEJANTES

Comemore o Natal participando do almoço solidário (R$ 10.00 quentinha).
Comprando seu ingresso, você ajudará crianças e adolescentes a concretizarem alguns des seus sonhos.
Dia 18 de dezembro às 12h no Projeto Casa Lar
Haverá sorteio de brindes.
Tel 27330699
Email: ampav.lar@hotmail.com
Av. Winston Churchill,108. Jockey.
Conta da Associação para Doação: AG 0463, C/C 85075-0, Banco Itaú
SEJA UM MANTENEDOR
(ligue ou envie um email para conhecer as maiores necessidades) 

Redes Solidárias – União das pessoas e iniciativas do terceiro setor para melhorar o mundo

Publicado no site
www.coletivoverde.com.br
em 2 de novembro de 2011 | Nas Categorias: Dia a Dia Sustentável | Por: Zilah Rodrigues




A comunicação está presente nos mais diversos setores da sociedade, em cada um com suas devidas peculiaridades. Nos governos, promove as ações desenvolvidas e mantém uma interlocução com a sociedade, nas empresas é um forte instrumento de relacionamento, vendas e promoção. E para o Terceiro Setor? Se você ainda não esta familiarizado com o termo, clique aqui e saiba tudo!
Muitas ONG´s, movimentos sociais e associações se valem da comunicação através das Relações Públicas, do jornalismo e também da publicidade. Aquela visão da publicidade como vilã da comunicação, como um artifício voltado estritamente para a venda e para a criação de desejos de consumo, é mais que ultrapassada. Hoje (e sempre), a publicidade pode ser usada para fazer o bem. Não só a publicidade, mas todas as formas da comunicação.
Integradas e equilibradas, estas formas de comunicação podem gerar resultados fantásticos para o Terceiro Setor. O que vemos repetidas vezes no cenário nacional, são entidades do Terceiro Setor que não se comunicam (esta é uma realidade observada em minha cidade), cada uma realiza seu trabalho, tem o apoio de algumas empresas e órgãos governamentais e segue um caminho único e próprio.







Se a grande maioria das organizações do Terceiro Setor busca o bem estar social, econômico e /ou ambiental comum, por que não se unirem em uma rede integrada em busca de um bem ainda maior? É essa a ideia de uma Rede Solidária: união, comunicação e ação.
Já temos exemplos sólidos em nosso país, como a Rede Colaborativa de Sabará, que tem como foco a criação, o fortalecimento e a integração de ações voltadas a crianças e adolescentes nas áreas de alimentação, educação, saúde, trabalho infantil, violência, desestruturação familiar. Exemplos como estes devem ser objetos de admiração e inspiração.
O conceito de uma Rede Solidária possui por si só um caráter colaborativo participativo, onde as ações acontecem por meio de uma estrutura ampla e flexível às demandas sociais, econômicas e ambientais. O funcionamento de uma rede gera resultados mais efetivos que aqueles que poderiam ser alcançados pela somatória de esforços independentes, é onde a união faz a força e as atividades acontecem de forma integrada, sem que uma ação colida com outra.


No dia 11/11/11 a minha cidade, Nova Lima, lançará sua primeira Rede Solidária e a data não poderia ser mais instigante. Tantos “uns” juntos nos lembram de uma coisa: “1+1+1+1+1+1 Juntos Somos Mais!”.
Esse é nome e a marca que carrega a primeira Rede Solidária de Nova Lima, idealizada pelo escritório de projetos da ONG VERDENOVO Rio das Velhas (ONG onde trabalho). A rede tem como objetivo promover igualdade, solidariedade, união, respeito, ética e amor ao próximo através da consolidação da união permanente entre organizações do 3º Setor, órgãos governamentais, empresas, veículos de comunicação e a população nova-limense.
A consolidação deste projeto se dará através da integração dos seus membros por meio da comunicação, do apoio mútuo em projetos, ações e eventos que têm como finalidade promover valores éticos, morais e sociais, com vistas ao bem estar social. Sem dúvidas, um árduo trabalho vem pela frente, com muitos desafios e recompensas maravilhosas, com certeza.
“Um mais um é sempre mais que dois” :)
Links Externos: Rede Colaborativa de Sabará / ONG VERDENOVO Rio das Velhas


Sobre o autor:
Zilah Rodrigues ( @Ziilah )
Publicitária e assessora de projetos no 3º setor.
Site: http://www.verdenovo.org.br/


II Festival de Economia Solidária

Os preparativos estão em fase final.
Fundação Municipal Zumbi dos Palmares,  Secretaria Municipal de Família e Assistência Social, Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima e ITEP/UENF estão apoiando o II Festival de Economia Solidária, que tem como realizador o Fórum Local de Economia Solidária de Campos dos Goytacazes.

Nos dias 8,9 e 10 de dezembro na Fundação Cultural  - Pelinca
de 14h as 22h.

Artesanato, exposições, apresentações culturais e culinária afro-brasileira.

Te encontro lá!

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Atenção

A Rede de Economia Solidária em Campos dos Goytacazes é um projeto desenvolvido pela Incubadora Tecnológica de Empreendimentos Populares (ITEP/UENF). O Fórum Local de Economia Solidária de Campos dos Goytacazes é formado por esta rede que atua em parceria com a ITEP/UENF e a Secretaria de Família e Assistência Social.

Amanhã, dia 10 de novembro, às 14h
reunião do Fórum Local
na sala 116 no prédio da reitoria na UENF,
a participação de toda a rede é de suma importância
pois estaremos tomando em grupo decisões finais
sobre o II Festival de Economia Solidária
a realizar-se nos dias 8, 9 e 10 de dezembro no Palácio da Cultura
de 14h às 22h.

Fundação Cultural incentiva Economia Solidária

Arquivo...
Por Ruan Barros (estagiário)


O 2° Festival de Economia Solidária será realizado em dezembro, no Palácio da Cultura, com o apoio da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL). O evento vai contar com exposição de trabalhos, apresentações culturais, festival gastronômico, entre outras atividades.

A presidente da FCJOL, Patrícia Cordeiro, recebeu na tarde de quarta-feira (14 de novembro), na sede da fundação, as representantes da coordenação coletiva do Fórum local de Economia Solidária, ligado à Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf) e à Secretaria da Família e Assistência social. A reunião tratou da realização do evento. 

- Queremos mostrar o potencial dos artesãos e reforçar a economia solidária, através deste festival, que tem como integrantes representantes dos movimentos quilombolas, da pesca, agricultura familiar e artesãos, integrando o comércio e apresentações culturais de projetos da Fundação Oswaldo Lima e convidados especiais – disse a coordenadora da Incubadora Tecnológica de Empreendimentos (Itep), Nilza Franco.

 Segundo a diretora de Economia solitária da Secretaria de Família e Assistência Social, Alba Cristina, a prefeitura está colaborando na escoação do trabalho desenvolvido pelos artesãos, apoiando festivais neste molde. “Buscar os valores que priorizem esse o individuo é fortalecer a cidadania”, ressalta. 

A presidente da FCJOL apoiou a iniciativa. “Vamos dar todo o suporte para a realização deste evento, que será realizado aqui no Palácio da Cultura. Estamos querendo que ele o palácio faça jus ao nome e que integre toda sociedade em torno das manifestações culturais e artísticas”, destaca.

Participaram da reunião as coordenadoras do Fórum local de Economia solidária, Enilza Ribeiro e Ruth Costa; e a representante da Fundação Municipal Zumbi dos Palmares, Diomar Martinho.

Postado por: Álvaro Sardinha - 14/09/2011 19:51:00

Tênis super bacanas criados a partir da reutilização de vestidos e jaquetas

Postado em 8 de novembro de 2011 | Nas Categorias: Moda Sustentável | Por: Guilherme Augusti Negri
www.coletivoverde.com.br



A empresa Pleasemachine Style Lab’s de Budapeste cria lindos calçados a partir da reutilização de roupas antigas.
Criada pela designer Anna Zaboeva a empresa reutiliza o tecido de antigas jaquetas, saias e vestidos parar criar calçados exclusivos. O resultado é super bonito!

Todos os calçados são únicos e feitos a mão. Um detalhe super bacana é que todos eles possuem uma etiqueta contando a origem dos materiais e a porcentagem de materiais reciclados utilizados na produção. Bacana né?

      

Para saber mais visite o Facebook da empresa.

Projeto cATA-LOGo – Projeto quer vai revolucionar a reciclagem em sua cidade

6258110485_25d67c4c81

Postado em 28 de outubro de 2011 | Nas Categorias: Empreendedorismo Verde | Por: Guilherme Augusti Negri
www.coletivoverde.com.br

A coletiva seletiva não funciona em minha cidade!
Em debates aqui no blog muitos leitores nos contaram suas tentativas frustradas para reciclar seu lixo, a grande reclamação é que a coleta seletiva simplesmente não funciona em suas cidades.
Alguns dos problemas levantados:
Não há qualquer divulgação de informações pela prefeitura sobre como é feita a coleta seletiva local. Simplesmente as pessoas não sabem como devem proceder para ter o seu lixo reciclado.
A coleta não é organizada, o caminhão da reciclagem não tem dia, nem hora certa pra passar. Lixos se acumulam nas casas e a coleta em edifícios e condomínios é inviabilizada.
A cidade faz a coleta seletiva, mas sem organização da cadeia de coleta e treinamento dos trabalhadores o material reciclável se mistura com o orgânico e acabam no aterro sanitário .
Existem muitos outros problemas mas estes foram os pontos comuns que diversos leitores levantaram. O incrível, esta situação é igual em diversas regiões do pais. A responsabilidade da coleta seletiva e das prefeituras, se elas não possuírem um plano bastante eficiente para a coleta seletiva, ela simplesmente não acontece.

Para ilustrar o problema: Apenas 6% das cidades brasileiras possuem mecanismos para a coleta seletiva e a cidade de São Paulo só recicla 1% do lixo gerado na cidade.
Dados da Revista Veja e Estadão.
É preciso mudar, é preciso apostar em novas idéias.
Projeto cATA-LOGO – Coleta Seletiva inteligente e conectada

Mas então o que fazer pra solucionar estes problema?
O projeto cATA-LOGO tem uma solução bastante simples, viável e que você pode ajudar a tirar do papel.
Criando um site, uma rede de comunicação direta entre os interessados o cATA-LOGo conectará pessoas como eu, você e todo mundo que gera lixo, com pessoas que vivem desse mesmo lixo: catadores , agentes ambientais, recicladores. Usaremos aplicativos simples para transformar o nosso desperdício em riqueza. Bastará separar orgânico de reciclável e se conectar!

 clique aqui para ver o vídeo

Imagina só que bacana? Você poderá se conectar a um website, descobrir quem são as cooperativas e recicladores que podem recolher seu lixo e pronto seu lixo irá ser recolhido de maneira segura e organizada.
Reciclagem e impacto social positivo.
Além de ser eficiente acontecerá um grande impacto social levando mais dignidade para os catadores e recicladores. O sistema disponibilizará dados aos catadores permitindo saber aonde e quando retirar os lixos recicláveis, trazendo mais segurança pois não há necessidade de revirar o lixo e também será possível recolher muito mais lixo em muito menos tempo. O resultado: Mais renda e dignidade.

Mas como os catadores receberão estes dados? Funcionará na prática? O bacana é que o projeto não é só a plataforma na internet mas sim um pacote de ações que vai entender, educar e conectar as pessoas interessadas em reciclar.
Uma das ações previstas é estudar toda a cadeia da coleta seletiva do ponto de vista do catador, levantando seus custos, estatísticas de material coletado e descobrindo quais são os desafios e necessidade. Além disto serão implementados ações inovadoras como o uso de transportes não poluentes para a coleta e o uso de rotas e mapas inteligentes. Tudo isto feito em colaboração. Fantástico não?

Os objetivos gerais do projeto são:
Facilitar a destinação responsável de resíduos recicláveis, reutilizáveis e descartáveis.
Inclusão social, melhoria da renda e da auto-estima dos catadores.
Conscientização da sociedade sobre temas relacionados à reciclagem e à mobilidade urbana.

Ajude a tirar o projeto do papel

Para realizar o projeto a equipe recorreu ao Crowdfunding, aonde você poderá ajudar o projeto e ainda ganhar recompensas.
Acesse o site do Catarse e participe do projeto!

O projeto ficou entre os 3 mais votados pelo público nas 2 fases de seleção do “Festival de Idéias – Inovações para o Desenvolvimento Social” realizado pelo Centro Ruth Cardoso e precisa de sua ajuda para sair do papel.

O projeto cATA-LOGo pretende angariar R$20.000 até 20 de novembro. Definimos um objetivo de arrecadação para executar o mínimo necessário. O valor excedente arrecadado será automaticamente utilizado nas próximas outras etapas do projeto. Esta etapa será desenvolvida de janeiro a julho de 2012 em Campinas e São Paulo e fará o levantamento de dados e o desenvolvimento de um sistema de coleta programada de recicláveis baseado em internet.
Para executar o projeto precisaremos de programador, estatístico, equipar o núcleo de catadores com computador e celulares e publicar no site as atividades e os resultados.
Para viabilizar essa idéia não precisaremos de donativos. Todas as formas de apoio receberão recompensas caprichadas e o projeto só será realizado se todos os recursos necessários forem captados. Caso contrário, só lhe custou um clique.

Faça sua parte!
Nós do Coletivo Verde estamos apoiando e já estamos fazendo parte do microfinanciamento, faça parte você também, acesse o site do Catarse e participe do projeto!.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Grupos de Economia Solidária de Campos estão sendo catalogados

O coordenador do
Projeto de
Economia Solidária,
do Núcleo Estadual
de Assistência Técnica
a Empreendimentos
Solidários (NEATES),
Sérgio Pereira, esteve
em Campos nesta
sexta-feira (5).
Na oportunidade, o
coordenador do NEATES
fez registros
de trabalhos de
Economia Solidária desenvolvidos no município com apoio dos Centros de Referência
e Assistência Social (Cras), da Secretaria Municipal de Família e Assistência Social,
e da Incubadora Tecnológica de Empreendimentos Populares (ITEP), da
Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF).

O objetivo da visita foi o inventário dos grupos para o Catálogo Estadual dos Produtos de
Economia Solidária, que será lançado no dia 30 de novembro, durante o Festival Estadual
de Economia Criativa e Solidária, entre os dias 28 e 30 de novembro no Palácio Capanema,
sede do Ministério da Cultura, no Rio de Janeiro.

Sérgio Pereira falou sobre a importância da Economia Solidária para o Brasil:
"A Economia Solidária é o segundo maior eixo do Plano de Erradicação da Pobreza
Extrema da presidenta Dilma Rousseff", afirmou Pereira, explicando ainda que o projeto
de Economia Solidária do NEATES, ligado à Secretaria Nacional de Economia Solidária,
 órgão vinculado ao Ministério do Trabalho e Emprego, é desenvolvido nos estados do
Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul. Ele considerou
que Campos já está bem avançado no que diz respeito à Economia Solidária.

- Desde o ano passado temos executado o Projeto de Economia Solidária,
em conjunto com a Secretaria de Família e Assistência Social e a Incubadora
Tecnológica de Empreendimentos Populares (ITEP), da Universidade Estadual do
Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF).
Temos realizado jornadas de estudos para sensibilização e mobilização dos grupos que
 participam da Economia Solidária. E encaminhando-as para o mercado de trabalho.
 Campos já tem o Fórum Municipal de Economia Solidária, onde nos reunimos uma
 vez por mês para discutir a necessidade de espaço para a realização de feiras
 e a política municipal para a Economia Solidária já que o município tem uma Lei
 que rege sobre o assunto - informou o coordenador do NEATES.

Por Wesley Machado
Fonte: Site PMCG

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Fórum Local de Economia Solidária na SOLTEC

Campos dos Goytacazes esteve presente na SOLTEC no Rio de Janeiro.

Dona Ro - Grupo Espaço Criativo

As mulheres: Alba - Sec. Família, Carla - Grupo Casa da Mãe  Joana e Dona Ro.






segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Transparência na Execução Orçamentária em Campos dos Goytacazes

Acesse o link abaixo e veja o salto superavitário no período analisado.

http://www.boletimeconomico.com.br/blog.php?id_artigo=8

Observação sobre nossa alimentação.

Repassando...
Recebi via e-mail.

Jorge Jacinto - Terapeuta Naturista
Fiquem  atentos. 

Voltem para o velho e bom  açúcar, que no Brasil  há mais de 500 anos que  alimenta a nossa população e nossos antepassados não  apresentavam esses sintomas das doenças "modernas"  
Passei alguns dias falando na CONFERÊNCIA  MUNDIAL DE MEIO AMBIENTE a respeito do ASPARTAME,  conhecido como Nutrasweet, Equal, Zerocal, Finn e  Spoonful.
Eles anunciaram que existia uma  epidemia de Esclerose Múltipla e Lúpus sistêmico, e não  entendiam que toxina estava fazendo com que essas  doenças assolassem os Estados Unidos tão  rapidamente.
Eu expliquei que estava lá para  falar extamente sobre este assunto.
ALZHEIMER,  MAL DO ADOÇANTE. Artigo escrito pela Dra. Mancy Marckle.
Quando a temperatura excede 30º C, o  álcool contido no ASPARTAME se converte em formaldeído e  daí para ácido fórmico (o ácido fórmico é o veneno das  formigas), que provoca acidose metabólica. A toxicidade do metanol imita a esclerose múltipla e as pessoas  recebem diagnóstico errado de esclerose  múltipla.
A Esclerose múltipla não se constitui  em sentença de morte, mas a toxicidade do metanol sim.  No caso do Lúpus sistêmico, estamos percebendo que é  quase tão grave quanto a esclerose múltipla, especialmente em usuários de Diet Coke e Diet Pepsi. Nos casos de Lúpus sistêmico causado pelo  ASPARTAME, a vítima geralmente não sabe que o Aspartame  é a causa de sua doença e continua com seu uso, agravando o lúpus a um grau tão intenso que algumas  vezes ameaça a vida. Quando interrompemos o uso do  Aspartame, as pessoas que tinham lúpus ficam  assintomáticas.
Em uma conferência eu disse: 'Se  você está usando ASPARTAME (Nutrasweet, Equal, e  Spoonful, etc.) e sofre de sintomas como fibromialgia,  espasmos, dores, formigamento nas pernas, câimbras,  vertigem, tontura, dor de cabeça, zumbido no ouvido,  dores articulares, depressão, ataques de ansiedade, fala  atrapalhada, visão borrada ou perda de memória - você  provavelmente tem a DOENÇA DO ASPARTAME! As pessoas  começaram a pular durante a palestra dizendo: Eu tenho  isto, é reversível? É impressionante.
Há um tempo  atrás houve Audiências no Congresso dos EUA incluindo o  aspartame em 100 produtos diferentes. Nada foi feito. Os  lobbies da droga e da indústria química têm bolsos muito  profundos.
Agora existem mais de 5000 produtos  contaminados com este produto químico, e a patente  expirou. Na época da primeira audiência, as pessoas  estavam ficando cegas.
O metanol no aspartame se  converte em formaldeído na retina do olho. Formaldeído é  do mesmo grupo das drogas como cianeto e arsênico - Venenos mortais! Infelizmente, leva muito tempo para  matar, mas está matando as pessoas e causando todos os  tipos de problemas neurológicos.
O Aspartame muda  a química do cérebro.  É a causa de diversos tipos de ataque. Esta droga muda os níveis de dopamina  no cérebro. Imagine o que acontece com os pacientes que  sofrem de Doença de Parkinson? Também causa malformações  fetais. Não existe nenhuma razão para se utilizar este  produto.
NÃO É UM PRODUTO DIETÉTICO! Os anais do  congresso dizem: Ele faz você desejar carboidratos e faz  engordar. Dr. Roberts viu que quando ele interrompeu o  uso do Aspartame a perda de peso foi de 9,5 kg por  pessoa. O formaldeído se armazena nas células adiposas, principalmente nos quadris e coxas.

O Aspartame é  especialmente mortal para os diabéticos. O Dr. H.J. Roberts, especialista diabético e perito mundial em envenenamento pelo Aspartame, escreveu um livro entitulado: DEFESA CONTRA A DOENÇA DE ALZHEIMER
www.sunsentpress.com/defenseAgainstAlzheimers.html

Dr. Roberts conta  como o envenenamento pelo Aspartame está relacionado à  doença de Alzheimer. E realmente está.. Mulheres de 30 anos estão sendo internadas com Alzheimer.
Dr. Russell Blaylock e Dr. Roberts estão escrevendo uma  carta-posição com alguns casos relatados e vão colocá-la  na Internet.

PEDIMOS QUE VOCÊ SE ENGAJE  TAMBÉM, DIVULGUE.